fbpx

MULHERES E (AUTO) FICÇÃO

Nós, mulheres, em todos os campos nos quais atuamos, precisamos dar conta de uma tradição masculina para quem sabe podermos sermos minimamente consideradas. Na escola e nas nossas formações universitárias estudamos e lemos quase que somente homens em sua totalidade, e eles são geralmente brancos, europeus ou estadunidenses. A escritora Elena Ferrante – cujo pseudônimo já é uma auto ficção em si – alerta: precisamos começar a forjar uma tradição de mulheres em todos os campos de atuação. Ela o faz nas suas criações literárias e cinematográficas e nas suas correspondências e artigos em que fala sobre a sua escrita. Ela é também uma teórica da literatura. Como fazemos então para encontrarmos a nossa voz com tanto trabalho pela frente?

Este curso nos mostra como nós, mulheres, vivemos na perspectiva do mundo masculino, e traz uma proposta, através das narrativas de mulheres, de furarmos essa bolha.

Com uma bibliografia de mulheres negras, trans, brancas e indígenas, o curso fomenta a produção de novas subjetividades, as nossas: nossas reflexões, nossos pontos de vista, nossas experiências e também as nossas narrativas, ficcionalizadas ou não.

Vamos lá?

Mulheres e (auto) ficção

Quando?

Início: 3/4/24 a 24/4/24 das 17h30 às 19hs

Bibliografia

Elena Ferrante

  • A Amiga Genial
  • A filha perdida
  • A vida mentirosa dos adultos
  • Dias de abandono
  • Um amor incômodo
  • As margens e o ditado
  • Frantumaglia

Igiaba Scego

  • A minha casa é onde estou
  • Fronteiras

Chimamanda Ngozi Adichie

  • Americanah
  • No seu pescoço
  • Hibisco Roxo
  • Meio Sol Amarelo

Marcia Wayna Kambeba

  • Ay Kakyri Tama: Eu Moro Na Cidade

Buchi Emecheta

  • Cidadã de 2a classe

Tati Bernardi

  • Depois a louca sou eu
  • Homem-Objeto e outras coisas sobre ser mulher

Camila Sosa Villada

  • O parque das irmãs magníficas

Valeska Zanello

  • A prateleira do amor

Dee L. H. Graham

  • Amar para sobreviver: Mulheres e a síndrome de Estocolmo Social.

*** Trabalharemos com excertos dos livros em sala de aula, e eles serão disponibilizados pela professora.

Sobre a professora

Daniela Scheifler é graduada em Letras-Português e Literaturas de Língua Portuguesa pela UFRGS, é Mestra em Literaturas pós-coloniais pela mesma universidade e estudou Letras Italianistica na Università Amedeo Avogrado, em Vercelli, Itália. É ástróloga há mais de 20 anos. Daniela é também devoradora de livros e mãe do Lorenzo.